Chelsea e Flatiron District/Gramercy

Por Graciela Mayrink

Caminhando, caminhando, caminhando...

Chelsea e Flatiron District/Gramercy são regiões opostas em Manhattan. Divididas pela 6th Avenue e entre a 14th e 34th Street, do lado oeste da avenida fica Chelsea e do lado leste Flatiron District/Gramercy (vou citar entre a 14th e a 26th Street, acima da 26th está na página de Midtown referente a 5th Avenue).

Minha dica é: se tiver um tempo, programe um dia para conhecer a região. Caso não tenha muito tempo na cidade, tire ao menos uma tarde para passear por Chelsea. Pode ser um passeio não muito turístico, mas vai ser muito agradável no "estilo New York".

Começamos o dia no Madison Square Park, uma praça fofa onde em uma de suas extremidades fica o Flatiron Building, um edifício triangular bem famoso.

 

Em frente à praça tem um dos dois Eataly de NY (o outro fica no sul da ilha, veja post de lá sobre nosso almoço), um grande mercado cheio de produtos italianos e com opções para comer no local (ou viagem) - não deixe de visitar para ao menos conhecer! Compramos um bomboloni, que vi várias pessoas indicando e falando que é melhor que nosso sonho de padaria, e voltamos para comer no Madison Square Park. Eu e Flavitcha não vimos muita graça no doce, ainda preferimos nosso sonho de padaria, bem mais saboroso.

De lá, descemos pela Broadway até a Union Square Park, outra praça fofa e grande de NY, e entramos na 14th Street rumo a Chelsea.

Nós AMAMOS andar por Chelsea! Acho que é um dos lugares mais fofinhos da cidade, aquele ar bem New York mesmo, com casas típicas do lugar. Parece mais um cenário de filme e as ruas não são cheias de turistas andando, então dá para sentir bem o "clima de NY" caminhando por lá.

Nosso destino era o Chelsea Market, um armazém enorme com várias lanchonetes. O lugar é bem legal, mas vale entrar no site antes para ver as opções de comida. Nós fomos no Hale and Hearty, uma deli especializada em sopas (maravilhosas!) e que vamos sempre que temos a chance. Se você gosta de sopa, precisa provar alguma de lá, são muito saborosas e cremosas e há vários sabores para escolher (e você pode experimentar algumas, caso esteja em dúvida sobre qual comprar).

Depois de tomar uma sopinha deliciosa, fomos em busca da sobremesa. Subimos a 9th Avenue, a rua do Chelsea Market, em direção a Billy's Bakery, um local típico norte-americano e com uma cheesecake deliciosa. Ela entrou no nosso roteiro da primeira vez que fomos em NY e havia sido eleita, na época, a melhor Bakery da cidade. A loja que visitamos fica entre a 21st e 22nd Street e compramos uma cheesecake de pecan para viagem, pois a ideia era comer em um lugar à beira do rio.

Seguindo pela 22nd para oeste, em direção ao Rio Hudson, saímos no Chelsea Piers, um complexo de vários píers que amamos andar. O lugar é muito amplo, agradável e com poucos turistas, mais frequentado por locais para exercícios físicos, então não fica aquela muvuca de gente.

Sentamos para comer e apreciar a paisagem e depois seguimos rumo ao norte margeando o rio até a W 30th Street. Ali fica o Vessel, uma enorme estrutura parecendo mais uma colméia. Eu estava muito curiosa para conhecer pessoalmente, o Vessel foi inaugurado em 2019 e é grátis, mas você precisa retirar o ingresso com antecedência pelo site, pois apenas um certo número de pessoas pode entrar nele por vez.

O lugar é diferente, vale agendar a visita, mas se prepare para subir vários lances de escadas! Ele é todo vazado e com degraus para todos os lados. Há um elevador para quem não consegue subir muitos lances de uma vez (e para os mais corajosos), e leva direto ao topo. Eu não sei quantos lances subi, acho que fui até o sexto ou sétimo patamar porque é complicado contar, os degraus são enviesados e desencontrados. Flavitcha ficou lá pelo terceiro/quarto me esperando. Não fui até o final porque já estava cansada, ventava muito e a coragem ficou pelo caminho (hahahahaha), mas mesmo assim a vista é incrível!

Do lado do Vessel tem uma pracinha bem agradável com bancos, e atrás dele, fica um shopping pequeno, com opções de loja e comida. Nós fomos ao Mercado Little Spain, uma espécie de mercado central espanhol com várias lanchonetes com culinária do país.

Depois, seguimos caminho para a High Line, que nada mais é do que uma rua suspensa. Ela vai da 30th Street até a Gansevoort Street (bem na divisa com West Village).

 

Eu recomendo fazer ela de ponta a ponta, não importa o sentido. Comece de um ponto e vá até o final, para apreciar toda a "rua". E tirar muitas fotos!

A High Line era uma antiga linha de trem, que foi desativada. Então, a cidade decidiu aproveitar o local, transformando e modernizando o lugar, o que gerou um resultado bem legal e atrativo.

 

Andando por ela, ainda dá para ver os antigos trilhos do trem e as ruas embaixo. Há também vários bancos em diversos pontos da caminhada, caso queira sentar para descansar um pouco.

Rotas com Sabor

©2019 by Flávia e Graciela Mayrink. Proudly created with Wix.com

  • Instagram Graciela
  • Instagram Flávia

Nossas Rotas

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now