Montréal Canadiens x Washington Capitals

Por Flávia Mayrink

20 de fevereiro de 2020

Nosso primeiro jogo do Washington Capitals foi contra o Montréal Canadiens, um confronto que aguardamos com expectativa por vários motivos:

1 - Queríamos ver Carey Price, goleiro do Canadiens em ação.
2 - Queríamos ver o time do Capitals também em ação, principalmente por ser praticamente o mesmo que foi campeão em 2018.
3 - E havia a possibilidade do gol de número 700 de Alexander 
Ovechkin, jogador do Capitals.

Chegamos cedo na Capital One, a arena do Capitals, que fica bem localizada. Você pode ir a pé ou de metrô. Nós fomos a pé, porque amamos caminhar, e Washington é uma cidade que favorece caminhadas. Fomos para o lado do Montréal, pois, por ser o time visitante, estaria mais vazio, e acompanhamos o warmup de lá, próximas ao vidro. Após o warmup, fomos para nossos lugares, na parte superior da arena, com ótima visão do jogo.

 

Nossa road trip com certeza passaria em Washington, porque queríamos muito conhecer esta cidade, então ter dois jogos do Capitals durante nossa semana lá só tornou o passeio ainda melhor. O time é praticamente o mesmo que foi campeão da NHL em 2018 e, apesar de ter sido em cima do Vegas Golden Knights, não há rancor. E por quê haveria? A temporada de Vegas foi maravilhosa para um time que estava começando, chegar até a final da Stanley Cup foi mais do que qualquer um poderia imaginar. =)

Além disso, nós duas gostamos de várias jogadores do Capitals. E não, Ovechkin não está entre eles (ahahahahah). Óbvio que reconhecemos o valor dele, mas, se fosse para escolher um jogador do time para termos nos nossos, ele não seria a primeira opção. Nem a segunda. Provavelmente também não a terceira...rs

Gostamos muito mais do T.J. Oshie, Nicklas Backstrom e, claro, Braden Holtby - se Marc-Andre Fleury não fosse o goleiro de Vegas, eu adoraria que fosse o Holtby. Mas havia a expectativa de Ovechkin fazer o gol de número 700 da carreira (ele estava com 698 marcados), então fomos para a arena esperando pelo menos 1 gol dele. E ele marcou! Não vimos o 700, que só viria no jogo seguinte contra o New Jersey Devils, lá em New Jersey, mas vimos o 699, o que foi legal de qualquer forma.

 

Também queríamos ver Carey Price jogando e fazendo boas defesas. Apesar do goleiro não estar nem entre o meu Top 5, ele é considerado um dos melhores da liga. E, pelo fato de Ovechkin estar próximo dos 700 gols, sabíamos que a atuação de Price seria impecável - não deixaria o russo marcar em cima dele. Nenhum goleiro queria isso, ficar sendo reprisado infinitamente nos programas esportivos como o goleiro que permitiu o gol 700 de Ovechkin. E assim foi. Apesar de ter tido o gol 699, Price fez ótimas defesas e o Canadiens venceu o jogo por 4x3 na prorrogação.

Rotas com Sabor

©2019 by Flávia e Graciela Mayrink. Proudly created with Wix.com

  • Instagram Graciela
  • Instagram Flávia

Nossas Rotas

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now