Edmonton Oilers x Carolina Hurricanes

Por Flávia Mayrink

16 de fevereiro de 2020

Nós montamos o roteiro da nossa road trip pelos Estados Unidos e Canadá de forma que incluíssemos alguns times e/ou jogadores que queríamos ver jogar pessoalmente. E, assim como o Carolina Hurricanes, o Edmonton Oilers foi um deles. Os dois juntos, melhor ainda!

O Oilers entrou na nossa lista de "times desejados" especificamente por 2 jogadores: Connor McDavid e Leon Draisaitl. E, no meu caso, também James Neal, que jogou a primeira temporada do Vegas Golden Knights. Infelizmente, McDavid e Neal estavam machucados e não jogaram, mas Draisaitl estava lá, e jogou muito, como sempre, com direito a gol.

Apesar de querermos ver Edmonton jogar, mantivemos neste jogo a regra da nossa hockey road trip: torcer sempre para o time da casa. Primeiro porque é o Carolina, sem chance de torcer contra eles se não estiverem jogando contra Vegas ou Tampa Bay Lightning. Segundo porque o Oilers é da mesma divisão que Vegas, ou seja, adversário direto na briga pelos playoffs e pelo primeiro lugar no Pacífico. Então, foi fácil definir a torcida para este jogo. #GoCanes

Cumprimos o ritual de todos os jogos: chegamos cedo (mas não tanto quanto das vezes anteriores), entramos e fomos direto para o warmup, desta vez as duas do lado visitante. Apesar de termos ido para torcer para o Canes, ficamos do lado do Oilers porque era mais vazio, ou seja, mais fácil ficar no vidro, acompanhar o aquecimento dos jogadores e tirar várias fotos. No jogo anterior, eu já havia matado a vontade de ver os jogadores do Carolina de pertinho, então neste dia o objetivo eram as fotos ahahahahha

Depois do warmup, subimos para nossos acentos, que eram na primeira fila da parte superior - ótima visão de jogo. E que jogo!

O resultado não foi o que esperávamos, já que Edmonton venceu. Mas foi um jogaço: 4x3, definido no overtime. Ou seja, não faltaram emoção e gols!

 

No hockey, ao contrário do futebol, não existe empate. Então, se o jogo termina empatado no tempo regulamentar, há uma prorrogação de 5 minutos, com apenas 3 jogadores de cada lado, e quem marcar, vence. E o time visitante venceu. O que significou também que não teve comemoração do Hurricanes, snif.

Encerramos nossa estadia em Raleigh felizes, pois assistimos dois jogos de um time que temos muito carinho. Carolina Hurricanes, voltaremos mais vezes! E, se algum dia você passar por Raleigh, não deixe de acompanhar um jogo na PNC Arena. O local é de fácil acesso, tem estacionamento amplo e a torcida e o time são muito empolgantes.

Rotas com Sabor

©2019 by Flávia e Graciela Mayrink. Proudly created with Wix.com

  • Instagram Graciela
  • Instagram Flávia

Nossas Rotas

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now