Niagara Falls (Ontario - Canadá)

Por Flávia Mayrink

Último destino no Canadá

Como fomos até Toronto, não podíamos deixar de incluir Niagara Falls no nosso roteiro, já que a cidade fica a menos de 2h de distância. Nosso único receio era achar as cataratas sem graça, pois em outubro estivemos em Foz do Iguaçu, e sabíamos que a vista brasileira era mais bonita do que a canadense. Mas valeu e muito o passeio porque são duas propostas completamente diferentes.

Viajamos de Toronto para Niagara de carro no dia 11 de março de 2020, uma quarta-feira, mas na cidade não precisamos dele. Ficamos hospedadas no DoubleTree Fallsview Resort & Spa by Hilton, que fica pertinho da avenida onde é possível ver as cataratas. Se você se hospedar perto da Niaragara Parkway, pode dispensar o carro: dá pra fazer tudo a pé por ali. Chegamos por volta das 15h, deixamos as malas no hotel e fomos devolver o carro. De lá, partimos para a rua Clifton Hill, que é onde fica o centrinho turístico de Niagara, e é todo bonitinho, parece uma cidade de bonecas, ou uma mini-Vegas - o que já me conquistou logo de cara (eu amo Vegas!).

 

Tiramos algumas fotos enquanto passeávamos pela cidade, que estava bem vazia - resultado de ser baixa temporada e também pelo coronavírus já estar afetando a rotina das pessoas. Procuramos um lugar para comer e não tivemos dúvida ao avistar o Tim Hortons: já havíamos experimentado em Toronto e gostamos. E fã de hockey que é fã de hockey, tem que comer lá, ao menos uma vez que seja.

 

Estávamos cansadas porque, apesar da viagem ter sido curta, o ritmo em Toronto foi agitado, ainda mais com jogo na véspera, então deixamos para passear melhor no dia seguinte e voltamos para o hotel.

No dia seguinte, saímos do hotel e andamos até a Murray St. De lá, foi só descer dois quarteirões e já estávamos de frente para uma das cataratas. Ao contrário do Brasil, onde as quedas ficam dentro de um parque, no Canadá elas estão ali, de frente para a rua Niagara Parkway, então você não precisa pagar para vê-las. Basta caminhar ao longo do Rio Niagara e pronto. A divisa entre Canadá e Estados Unidos é no meio do Rio, então esta primeira queda fica nos EUA, mas a vista é no Canadá (assim como a de Foz: algumas quedas ficam na Argentina, mas a vista mais bonita é no Brasil).

Apesar do conceito diferente e também das quedas serem menores do que no Brasil, as cataratas do Niagara são muito bonitas. Se um dia tiver a chance, vale muito a pena conhecer.

 

Tiramos várias fotos, gravamos stories (ainda é possível conferir nas nossas contas de Instagram, está tudo salvo nos Destaques) e fomos descendo o Rio, em direção à outra queda, a maior.

 

DICA: assim como no Brasil, leve capa de chuva ou vá com um casaco impermeável. O vento, aliado com a força da queda d'água, faz com que várias gotas subam e molhem o caminho por onde você vai passar.

 

Falar que tiramos várias fotos à medida que nos aproximávamos da queda é dispensável, certo? Porque sim, é inevitável. O lugar é muito bonito, você andar na rua, do lado do rio por si só já é lindo, ainda mais tendo uma catarata junto. É perfeito! Tivemos sorte porque estava com sol, então formou-se um arco-íris junto a ela (confira a foto). =)

Depois de tirar várias fotos, entramos no Visitor Center que tem em frente à queda maior. Lá dentro, há banheiro, restaurante e duas lojinhas, que valem a pena serem exploradas. Os preços são os mesmos encontrados nas outras lojas da cidade, e aproveitamos para comprar vários produtos feitos com maple syrup e ice wine. Bem canadenses!

Voltamos pela Niagara Parkway, subindo ao longo do rio, até a rua Clifton Hill. Esta rua é cheia de restaurantes, lanchonetes, lojas, hotéis, tudo no estilo mini-Vegas, como falei. Subindo por ela, vale a pena entrar à direita na Falls Avenue para visitar o Oakes Garden Theatre. Se você continuar na Niagara Parkway, também sai nesta mistura de jardim/parque/praça. O lugar é muito bonito, com vista para as cataratas, rende boas fotos e você também vai querer apreciar a beleza do local. Saindo do Oakes Garden Theatre, à direita ainda na Falls Avenue, tem um Duty Free, se você quiser fazer compras.

Como já estávamos com fome, voltamos para a Clifton Hill e fomos ao Boston Pizza. Pedimos um poutine (claro, no Canadá tem sempre que ter poutine) e um dip de alcachofra com espinafre, que, como amamos, comemos todas as vezes que encontramos em algum restaurante na road trip. O ambiente do lugar é bem legal, tipo um sports bar, e, para nossa surpresa, tem bandeiras com logos de todos os times da NHL. Como não amar? <3

 

Terminamos de comer já de noite, então voltamos para a Niagara Parkway para o espetáculo noturno: as cataratas ficam iluminadas. Sério, não deixe de ir até lá de noite: É LINDO!!!! São várias luzes, que ficam mudando, então você vê as quedas com colorações diferentes. Não poderíamos ter um encerramento mais perfeito para nossa (curta) viagem pelo Canadá.

Rotas com Sabor

©2019 by Flávia e Graciela Mayrink. Proudly created with Wix.com

  • Instagram Graciela
  • Instagram Flávia

Nossas Rotas

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now